sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Polifenóis, bons antioxidantes

Os polifenóis costituem um grupo químico que possui uma ou mais unidades de fenol por molécula. Estas espécies químicas podem ser encontradas em chás, vinhos, café, diversas frutas e vegetais.











A ação antioxidante dos polifenóis está relacionada a sua capacidade de se ligar ao Ferro, composto que normalmente está presente nas reações de formação de determinados radicais livres e EROs e as conseqüências destas, tais como a peroxidação de membranas plasmáticas de células, dentre outros. A ação oxidativa do Ferro não está restrita a organismos vivos, mas também está relacionada
à degradação de alimentos. Isso ocorre porque o Fe, por meio de todas as reações químicas que o utilizam para gerar radicais livres (especialmente OH*), acaba atuando como um agente determinante da degradação dos alimentos e de madeira.

Muitos estudos foram feitos acerca da ação protetora dos polifenóis (como o catecol) sobre esses dois compostos.

Existem pesquisas que não obtiveram resultados positivos para a ação antioxidante do polifenol, como a de Contreras e colegas, o qual verificou que ocorria uma degradação intensificada da madeira após o tratamento com diversos polifenóis catecóis, incluindo catecol, acido 2,3 dihidroxibenzóico, e compostos semelhantes que foram isolados de determinados fungos. Sob condições de pH baixo, esses compostos atuaram reduzindo o Fe3+ a Fe2+ ao se encontrarem em sua forma monocomplexada.

Todavia não se constatou a atividade do Tiron no mecanismo ciclo-redox, visto que este catecol não é capaz de reduzir Fe3+.

Por outro lado, cientistas como Binbuga e colegas, comprovaram a ação conservativa do n-propil galato ao ser aplicado sobre a madeira. Assim, esse grupo de investigadores atribuiu o efeito conservador à quelação do Ferro nas condições ácidas presentes na situação em que a madeira se encontrava. O n-propil galato atuou como quelador do ferro devido a sua ação ação anti-fungos, já que acaba por atrapalhar a reação de Fenton e os ciclos de oxi-redução de que o fungo se utiliza para degradar a madeira.

Além de contribuírem para a preservação de madeira, muitos estudos atribuem aos polifenóis a capacidade de preservar alimentos, cosméticos e produtos farmacêuticos. Contudo, ação dos polifenóis na conservação destes compostos atua de modo diferente da conservação da madeira: ao invés de interagir com o Ferro evitando que este promova a produção de radicais livres, os polifenóis promoverão o seqüestro destas espécies químicas. Apesar de ter efeitos benéficos o polifenol forma complexos Ferro-polifenóis, os quais têm sido relacionados a caracteres negativos presentes nos alimentos, tais como escurecimento das frutas fatiadas.

Referência bibliográfica:

A Review of the Antioxidant Mechanisms of Polyphenol

Compounds Related to Iron Binding

Nathan R. Perron Æ Julia L. Brumaghim


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário